Apresente carteira da OAB e pague meia-entrada

Na peça onde o que mais se discute é uma medida provisória, uma promoção direcionada aos advogados foi estabelecida, a fim de convidar as pessoas da área de Direito para incrementar o debate.
A partir deste fim se semana, Namíbia,Não! concede 50% de desconto para quem apresentar carteira da OAB nas sessões que acontecem às sextas (inteira custa R$40) e sábados (R$50), sempre às 20h, no Teatro Eva Herz, e vão até o fim de setembro.

Imaginem se, como medida de reparação racial/social, o Governo brasileiro decretasse que todos os cidadãos de melanina acentuada fossem enviados a um país da África, como vocês acham que isto alteraria a rotina do Brasil?

Atenção: dias 7 e 8/set, por causa do feriado prolongado, não teremos apresentações. As sessões voltam a acontecer normalmente a partir do dia 14. Esperamos vocês. 

Temporada no teatro Eva Herz

Sextas e sábados – 20h
Teatro da Livraria Cultura  – Salvador Shopping

Sexta: R$40 (inteira)*
Sábado: R$50 (inteira)*

*meia-entrada válida para idosos acima de 65 anos, assinantes do Clube Correio*, estudantes com carteira ou comprovante de matrícula e demais casos previstos em lei.

Hoje é o nosso último dia no TCA

HOJE é nossa última apresentação no TCA.
Ao fim da sessão, o público receberá um formulário com enquete do diretor Lázaro Ramos e equipe, onde poderá deixar sugestões para a adaptação da peça às telas do cinema brasileiro.
A gente quer saber a impressão das pessoas sobre Namíbia,Não!. Participe da enquete.
Os ingressos estão a preços populares.
=D



De volta a Salvador

Dias 27 e 28 de julho estaremos na Sala Principal do Teatro Castro Alves, às 21h.
As sessões da peça – que agora vai virar filme – serão marcadas pela consulta ao público sobre “qual cena você quer ver no cinema?”. O roteiro está sendo adaptado por Sérgio Machado (diretor dos longas “Cidade Baixa” e “Quincas Berro D’Água”), Aldri Anunciação (autor premiado pelo texto do espetáculo) e João Rodrigo Matos (diretor do longa “Trampolim do Forte”).

Os ingressos estão à venda nas bilheterias do TCA e SACs dos shoppings Barra e Iguatemi. Os preços são promocionais e variam conforme a disposição das poltronas.
Corra e garanta logo o melhor lugar!!

Namíbia,Não! no Sem Censura

Neste mês, dias 27 e 28 de julho, quem estiver em Salvador e ainda não viu Namíbia,Não!, terá uma ótima oportunidade para conferir e o espetáculo premiado com o Braskem de Melhor Texto de 2011. Serão 2 dias de apresentação na Sala Principal do Teatro Castro Alves, às 21h. Em entrevista a Leda Nagle, no Programa Sem Censura, em novembro passado, Aldri Anunciação e Lázaro Ramos contam detalhes da peça ao público da TV. Assistindo, aas pessoas têm noção do porquê este espetáculo causa o maior sucesso por onde passa. Namíbia,Não! no Sem Censura

Namíbia,Não! realiza quatro apresentações em Belo Horizonte

Depois de temporadas de sucesso no teatro do Oi Futuro em Ipanema, no Rio, e em Salvador, Curitiba e São Paulo, a peça Namíbia, não! chega a Belo Horizonte.

Na capital mineira, as apresentações acontecem

dia 29 de maio (amanhã!!), no Teatro Francisco Nunes, às 19h, com entrada franca, e nos dias 1 e 2 de junho (21h), e dia 3 (19h), no Teatro d

o Oi Futuro Klauss Vianna, com entradas a R$30 (inteira) e R$15 (meia para idosos e estudantes).

  

“Namíbia, não!” recebeu três prêmios: Braskem 2011 para Aldri Anunciação pelo Melhor Texto, Myriam Muniz de Teatro (Funarte 2010) e Fapex 2010.

Tornou-se um sucesso de público e  crítica especializada onde se apresentou. Desde sua estreia, em março de 2011, o espetáculo atraiu mais de 20 mil espectadores durante as temporadas realizadas em Salvador e Região Metropolitana, além de Rio de Janeiro, Curitiba e São Paulo.


Em novembro passado, em temporada no Teatro do Oi Futuro em Ipanema, a montagem conquistou o público carioca e conquistou elogios da crítica Bárbara Heliodora: Montagem simples e direta, como o texto, é uma bela contribuição para a dramaturgia”, escreveu em seu artigo no Jornal O Globo.

 


Aldri Anunciação e o março de Namíbia,Não!

“Muito feliz com a agenda do nosso espetáculo este mês. Coisas muito bacanas e que têm tudo a ver com o objetivo do projeto Namíbia, Não!. Para começo, a apresentação a preço popular no projeto “Domingo no TCA”, no dia 4 de março, foi maravilhosa! É sempre uma honra pisar no palco de um teatro de excelência, principalmente considerando o valor simbólico do ingresso. Ter visto que 2 sessões seguidas do espetáculo tiverem lotação esgotada, saber que ainda tinha gente pedindo uma terceira sessão, comprova que  baixo valor de ingressos e qualidade de peças teatrais não precisam estar dissociados.

Muitas vezes a simplicidade de uma encenação proporciona um encontro muito significativo entre atores e público. O caráter educativo e de formação de plateia faz do projeto “Domingo no TCA” um verdadeiro sucesso!

Dia 29 de março, às 19h, participarei de um outro projeto do mesmo teatro, o Conversas Plugadas, na Sala do Coro. Falarei sobre como foi construir o texto de Namíbia,Não!, o que me inspirou, quais elementos usei, como é vê-lo ganhar vida no palco, permitir que o diretor interfira na dramaturgia em busca da  dinâmica de cena, e perceber o sucesso registrado por todos os lugares onde se apresenta.

Logo após o bate-papo, faremos juntos o lançamento do livro Namíbia,Não!, no foyer da Sala do Coro. É isso: vem aí um novo livro, com o texto revisado da peça, encardernado numa edição de luxo (capa dura, miolo colorido, em papel starmax), com várias fotos das diversas sessões especiais que a peça fez pelo país. Vejo tudo isso como uma atividade educativa, que pretende incentivar a leitura e estender a ação do teatro, para além dos palcos. A edição da obra Namíbia, Não! me deixa feliz por estimular mais uma vez o interesse pelo teatro através de um outro caminho, que é a leitura.

Além de pensar o  teatro como uma arte para ser vista – e  mesmo convivida, na medida em que a plateia participa do espetáculo, conforme a tensão criada entre a cena e o público – acredito também que é  uma arte para ser lida. A leitura solitária de um texto de teatro pode proporcionar um entendimento singular; o leitor tem a oportunidade de alongar ou encurtar pausas, colorir as partes dramáticas ou mesmo criar hiatos na ação do texto, tornando-se um “diretor” daquela obra escrita.


Por hoje, é o que tenho a compartilhar com vocês. Espero que todos os que leem este blog estejam presentes no lançamento do livro Namíbia,Não! e ao bate-papo do Conversas Plugadas, ambos no dia 29 de março de 2012, a partir das 19h. Agradeço ao público que prestigiou o espetáculo dentro do Projeto Domingo no TCA e espero revê-los em breve. Abraços,
Aldri Anunciação”

Namíbia,Não! no “Domingo no TCA”

Ótima oportunidade para Salvador matar a saudade e rever Namíbia,Não!. Dia 4 de março, o espetáculo que foi sucesso de público e recebeu inúmeros elogios da crítica teatral nacional, se apresentará na sala principal do Teatro Castro Alves, às 11h, com ingressos custando apenas R$1.


Em 2011, Namíbia,Não! foi a peça de teatro mais vista na Bahia. Além disso, fez 3 incursões ao Rio de Janeiro. A última, uma pequena temporada no Oi Futuro Ipanema, em novembro, lotou todas as sessões. 

O TCA nos informa que a procura pelos ingressos já começou. Mas a venda acontece só no dia do evento, a partir das 9h, na bilheteria do próprio teatro, com acesso imediato à plateia. Chegue cedo e garanta logo o seu.

Yvonne Maggie comenta a peça na sua coluna no G1

Yvonne Maggie é colunista do Portal G1. Professora titular do Departamento de Antropologia Cultural do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ e autora dos livros “Guerra de orixá”, editado pela Zahar, e “Medo do feitiço”, publicado pelo Arquivo Nacional. Coautora dos livros “Raça como retórica” e “Divisões perigosas”, ambos pela Civilização Brasileira. 


Ela viu Namíbia,Não! durante temporada no Oi Futuro Ipanema e escreveu o texto-comentário a seguir:


http://g1.globo.com/platb/yvonnemaggie/2011/12/09/%E2%80%9Cnamibia-nao%E2%80%9D/